A BEIRA DO CAMINHO NÃO É O TEU LUGAR Luc 18:35-43

Deus não criou o homem para ser um “esmoler” a beira do caminho.

O QUE PODE COLOCAR UMA PESSOA A BEIRA DO CAMINHO NA VIDA.

Enfermidades “espirituais e emocionais”. Este homem tinha uma enfermidade física que o debilitava também emocionalmente.

Desistência – os que desistem da corrida da fé. Na corrida de São Silvestre que acontece uma vez por ano, os que vão desistindo, vão ficando a beira do caminho.

 

  • Quando o carro quebra ou acaba o combustível – para na beira do caminho. Assim também acontece com muitas pessoas.

Quando a cura deste homem começou?

Ouviu – Perguntou – Clamou: As nossas atitudes diante dos problemas da vida determinam nossa vitória ou derrota. Tudo depende de como você age e reage diante do seu problema.

Quando ele ouviu falar que “Jesus Passava” (Lc 18 : ).

Quais são as lições que podemos aprender com a experiência deste homem:

 

  1. I) MUITAS OPORTUNIDADES SÃO ÚNICAS.

 

  1. Sucesso é a somatória de Vocação + Preparo + oportunidade + trabalho = sucesso. Quando ele perguntou, lhe informaram que passava por ali Jesus, em outras palavras, “diante dele passava sua grande oportunidade”. (Lc 18:36) A verdade é que a oportunidade sempre passa, porém nem todos levam a sério. É provável que houvesse outros cegos, enfermos na mesma rua, na mesma calçada, porém a Bíblia registra apenas aquele que não deixou passar a “oportunidade”.

Ele não tinha visão, mas tinha tato, paladar, olfato e AUDIÇÃO. As oportunidades são para aqueles que sabem usar o que tem, para buscar aquilo que lhe falta.

Se você quer ser uma pessoa bem sucedida na vida, não brinque com as “oportunidades” que passam por você, por muitas não se repetem.

Ele não deixou para depois. Muitos perdem o que Deus preparou por deixam para o outro dia, o outro mês, o outro ano…

Quem não leva a sério as oportunidades passam, amanhã vai sofrer com a dor do arrependimento. Jacó sabia disso, por esta razão ele agarrou o anjo… (Gn 32:26)

 

  1. II) PARA ALCANÇAR OBJETIVOS ELEVADOS É PRECISO SUPERAR OBSTÁCULOS (Lc 18: ).

 

  1. Obstáculos internos: Medo de não ser atendido, complexo de inferioridade, pessimismo, será que vai dar certo, conformismo, não sou o único, tem tantos igual a mim etc.
  2. Obstáculos externos: Forças espirituais que lutam para nos impedir de alcançar, pessoas que não querem ver nosso triunfo. Você tem um pequeno grupo que torce pelo seu sucesso e um grande grupo de pessoas que torce contra o seu sucesso. Nem todos os que estão perto de você deseja que você vença, triunfe, chegue lá. Isso faz parte da vida.
  3. Os campeões sempre superam os obstáculos internos e externos.
  4. Ele venceu a si mesmo e aqueles que não queriam a vitória.
  5. Tudo o que é muito fácil não tem valor.

 

III) NÃO IMPORTA ONDE E COMO O HOMEM ESTEJA, DEUS SE IMPORTA COM A SUA VITÓRIA (Lc 18: ).

 

  1. Jesus parou para alguém que vivia à margem da sociedade.
  2. Jesus viu a imagem de Deus no homem.
  3. Jesus se importou com aquele homem.

 

  1. IV) A ORAÇÃO DE UM HOMEM DETERMINADO A VENCER PODE TORNAR IMPOSSÍVEL EM POSSIBILIDADE (Lc 18: ).
  2. Um clamor de alguém que conhecia quem estava passando por ali: “Jesus, filho de Davi” – um titulo messiânico.
  3. Um clamor persistente. Não paro de orar enquanto Deus não parar a fim de me curar. “Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate abrir-se-lhe-á”. (`Mt 7:8)
  4. Um clamor que revelava certeza absoluta de que Aquele que passava por ali era poderoso o suficiente para fazer o impossível acontecer.

 

  1. V) QUERER – É O PRIMEIRO PASSO PARA A SOLUÇÃO DO PROBLEMA (Lc 19: ).

 

  1. Muitos precisam mas não querem.
  2. Deus não empurra a porta, ele espera que você abra.
  3. Não basta precisar, é necessário “querer”.
  4. Por que muitos precisam, mas não querem? Ser curado da cegueira implica em mudanças, e não são todos que desejam assumir responsabilidade. Não são todos que estão dispostos à mudanças radicais na vida. Preferem viver de esmola, do que ir a luta, trabalhar, suar a camisa para sobreviver.

 

  1. VI) JESUS O CUROU ESPIRITUALMENTE (Lc 18: ).

 

  1. Este homem foi curado, restaurado integralmente. Seu espírito (Salvação) sua alma (ganho senso de valor próprio) e seu corpo (passou a enxergar).
  2. Deixou de ser o lixo da sociedade.
  3. Ganhou um ideal para o qual viver.

 

Anúncios

As crises de Agar

INTRODUÇÃO:

Crises não são sinais de derrota, mas sim uma grande oportunidade para experimentarmos o agir de Deus em nossas vidas.

 

Porém Deus disse a Abraão: Não te pareça mal aos teus olhos acerca do moço e acerca da tua serva; em tudo o que Sara te diz, ouve a sua voz; porque em Isaque será chamada a tua descendência.

Mas também do filho desta serva farei uma nação, porquanto é tua descendência (Gn 21. 13-14)

O que é crise?

Manifestação súbita de um estado emocional ou nervoso,momento crítico ou decisivo, Situação aflitiva.

 

CRISE DA REJEIÇÃO

“disse a Abraão: Ponha fora esta serva e o seu filho”

Não há da pior para um ser humano do que ser rejeitado, e foi exatamente isto que aconteceu com Agar, ela nunca havia pedido para deitar-se com Abraão, nunca foi de desejo próprio ter um filho de Abraão, ela apenas cumpriu uma ordem de sua senhora, e tudo o que ela fez foi para agradar Sara.

Mas agora que Sara não precisava mais dos seus serviços simplesmente ela espera uma oportunidade para dizer: “Mande embora esta tua escrava, não preciso mais dela”

 

Coisa dura é quando nós somos rejeitados, não pelo nosso caráter, mas sim pela nossa aparência, origem ou personalidade.

Lembra-se de Natanael quando viu Jesus pela primeira vez?

Ele disse: Pode vir alguma coisa boa de Nazaré?

E mal sabia ele que estava diante do verbo encarnado aquele haveria de morrer por nós.

Talvez você tem sido rejeitado em sua família ou até mesmo na igreja onde você congrega, mas quero lhe dizer que Jesus jamais te rejeitará.

Ele te ama do jeito que você é, e pode transformar a sua vida.

Zaqueu era rejeitado pela sociedade judaica por ser um publicano fraudador, mas quando ele abriu a porta de sua casa, Jesus entrou e transformou a vida dele.

O que é crise?

Manifestação súbita de um estado emocional ou nervoso,momento crítico ou decisivo, Situação aflitiva.

 

CRISE DA REJEIÇÃO

“disse a Abraão: Ponha fora esta serva e o seu filho”

Não há da pior para um ser humano do que ser rejeitado, e foi exatamente isto que aconteceu com Agar, ela nunca havia pedido para deitar-se com Abraão, nunca foi de desejo próprio ter um filho de Abraão, ela apenas cumpriu uma ordem de sua senhora, e tudo o que ela fez foi para agradar Sara.

Mas agora que Sara não precisava mais dos seus serviços simplesmente ela espera uma oportunidade para dizer: “Mande embora esta tua escrava, não preciso mais dela”

 

Coisa dura é quando nós somos rejeitados, não pelo nosso caráter, mas sim pela nossa aparência, origem ou personalidade.

Lembra-se de Natanael quando viu Jesus pela primeira vez?

Ele disse: Pode vir alguma coisa boa de Nazaré?

E mal sabia ele que estava diante do verbo encarnado aquele haveria de morrer por nós.

Talvez você tem sido rejeitado em sua família ou até mesmo na igreja onde você congrega, mas quero lhe dizer que Jesus jamais te rejeitará.

Ele te ama do jeito que você é, e pode transformar a sua vida.

Zaqueu era rejeitado pela sociedade judaica por ser um publicano fraudador, mas quando ele abriu a porta de sua casa, Jesus entrou e transformou a vida dele.

O que é crise?

Manifestação súbita de um estado emocional ou nervoso,momento crítico ou decisivo, Situação aflitiva.

 

CRISE DA REJEIÇÃO

“disse a Abraão: Ponha fora esta serva e o seu filho”

Não há da pior para um ser humano do que ser rejeitado, e foi exatamente isto que aconteceu com Agar, ela nunca havia pedido para deitar-se com Abraão, nunca foi de desejo próprio ter um filho de Abraão, ela apenas cumpriu uma ordem de sua senhora, e tudo o que ela fez foi para agradar Sara.

Mas agora que Sara não precisava mais dos seus serviços simplesmente ela espera uma oportunidade para dizer: “Mande embora esta tua escrava, não preciso mais dela”

 

Coisa dura é quando nós somos rejeitados, não pelo nosso caráter, mas sim pela nossa aparência, origem ou personalidade.

Lembra-se de Natanael quando viu Jesus pela primeira vez?

Ele disse: Pode vir alguma coisa boa de Nazaré?

E mal sabia ele que estava diante do verbo encarnado aquele haveria de morrer por nós.

Talvez você tem sido rejeitado em sua família ou até mesmo na igreja onde você congrega, mas quero lhe dizer que Jesus jamais te rejeitará.

Ele te ama do jeito que você é, e pode transformar a sua vida.

Zaqueu era rejeitado pela sociedade judaica por ser um publicano fraudador, mas quando ele abriu a porta de sua casa, Jesus entrou e transformou a vida dele.

 

 

Nesta passagem vamos ver o resultado de uma decisão precipitada de Sara em relação à promessa de Deus feita a Abraão.

Abraão obedecendo a Deus despede a Agar sem direito a nada, gerando diversas crises na vida desta mulher, mas vamos entender no final que tudo aquilo fazia parte de um projeto de Deus para a vida de Agar e Ismael.

O MESTRE DOS MESTRES DA QUALIDADE DE VIDA (Mc 14.32-42 Jo 10.10 Lc 22.39-46 Mc 10.43-45)

Há muitos padres, pastores, rabinos, líderes muçulmanos que entram em crises de depressão, por receio de falar de seus conflitos. A mesma realidade acontece com líderes empresariais, políticos e sociais.

Jesus Cristo, como Mestre dos mestres da qualidade de vida, não reagiu desse modo. Ele teve a coragem de chamar um grupo de amigos (Pedro, Tiago e João) e falar para eles que sua emoção estava profundamente triste. Teve a coragem de mostrar seus sofrimentos e sintomas psicossomáticos para discípulos tão jovens e inexperientes. Horas depois, eles fugiram amedrontados, abandonando-o.
Mas foram para essas frágeis pessoas que Jesus revelou sua dor mais intensa. Não teve medo de ser incompreendido, julgado e criticado. Ele precisava ensinar que dependemos uns dos outros, que necessitamos sermos confortados e encorajados uns pelos outros.Jesus mostrou-nos que não devemos ter vergonha das nossas misérias e fragilidades. Para Ele, os fortes as declaram pelo menos para os mais íntimos. Os fracos as escondem.
Jesus Cristo foi um excelente vendedor de sonhos. Ele inspirava as pessoas que O seguiam. Levava-as a sonhar com grandes conquistas. Ele amava existir, pensar, sonhar, criar, dialogar, ouvir. Amava o espiritual. Nós amamos o material.

Mostrou que para ter qualidade de vida precisamos ser seres humanos e não heróis.

A SÚPLICA DE BARTIMEU, O CEGO Mar. 10:46-52

I – Quem era ele?

  1. Um cego do corpo, mas não da alma.
  2. a) Via coisas que nem Anás, nem Caifás, nem os escribas e fariseus chegaram a ver.
  3. b) Via pela fé a Jesus como o verdadeiro Salvador prometido. – Isa. 35:3-6.
  4. c) Pela fé vira os assombrosos milagres de Jesus.
  5. d) Era uma fé infantil, mas robusta. – Jo. 20:29.

 

II – Onde estava ele?

  1. No posto de seu dever.
  2. No lugar da oportunidade.
  3. No lugar em que Jesus passou e pela última vez.
  4. a) Jesus ainda passa entre os homens pelas admoestações dos amigos, pelas exortações do pregador, pela doença e pela morte.
  5. b) Devemos nos assentar no lugar onde Jesus passa, onde se lê a Sua Palavra e se reúne Seu povo.
  6. c) Quem profana o Dia do Senhor, descuida-se da leitura da Palavra e recusa orar, não se assenta junto ao caminho onde Jesus passa.

 

III – O que queria ele?

  1. Que Jesus lhe abrisse os olhos do corpo.
  2. As dificuldades que teve de enfrentar.
  3. a) Uns admoestavam-no a que não molestasse a Jesus.
  4. b) Outros mandavam-no calar-se.

(1) Estes não sabiam quão grande era a miséria de ser cego; ele o sabia.

(2) As belezas naturais eram-lhe desconhecidas.

  1. Todos os que desejam ser salvos devem notar bem a conduta de Bartimeu.
  2. a) Como ele, não devemos nos importar com o que os outros pensem e digam de nós, nem com os escárnios e zombarias. – João 15:18-20.
  3. b) Outros dirão: “É muito cedo”; ou “Não abandones a religião dos teus pais” ; mas em tais ocasiões devemos clamar como Bartimeu. – Sal, 119:18.
  4. O conforto de Jesus. – V. 49.
  5. a) Grandes problemas ocupavam-lhe o espírito – ia a Jerusalém para morrer; no entanto, interrompeu a sua viagem para prodigalizar conforto a um sofredor.
  6. b) Se no mundo não encontramos conforto e paz, o mesmo Jesus, que passa, nos diz: “Tende bom ânimo”, “Vinde a Mim” e “Quem vem a Mim não o lançarei fora”.
  7. Jesus o cura. – Vs. 51, 52.
  8. a) Aquela mesma mão ainda está pronta a se estender para curar nossa cegueira espiritual.

 

IV – O que fez ele?

  1. Antes de chegar a Jesus deixou tudo. – V. 50.
  2. a) Assim foi o filho pródigo.
  3. b) Assim foi com os primeiros discípulos.
  4. c) Hoje ainda devemos deixar tudo que nos impeça aproximar-nos de Cristo.
  5. Chegando-se a Jesus, seguiu-O. – V. 52.
  6. a) Aquele que recebe tal graça de Jesus deve acompanhá-lO aonde quer que Ele queira conduzi-lo.
  7. b) O mesmo que lhe deu a vista não o enganará; estará com ele “até o fim do mundo”.
  8. c) Assim fazendo mostramos nossa gratidão. – Mar. 5-18-20.
  9. Supliquemos do íntimo de nossa alma: – Senhor, abre os meus olhos!

OS PASSOS NA QUEDA DE PEDRO Luc. 22:54-62; Núm. 32:23

Há em cada vida tempestade.

I – As causas de sua queda.

  1. Confiança própria. – vs. 32, 33.
  2. a) Isso é um grande perigo. – I Cor. 10:12.
  3. b) Devemos sempre temer. – Prov. 28:14.
  4. Falta de oração. – Mat. 26:36-41.
  5. a) Devemos vigiar e orar. – I Tess. 5:17; I Ped. 5:8, 9.
  6. b) A oração é a chave nas mãos da fé.
  7. Seguia a Jesus de longe. – v. 54.
  8. a) João seguia a Jesus de perto. – Jo. 18:15, 16.
  9. b) Também é um grande perigo.

(1) Satanás pode mais facilmente derrotar uma só alma do que muitas.

(2) Seguindo a Jesus, sigamo-Lo bem de perto, olhando só a Ele – Heb. 12:1, 2.

  1. Estava em terreno impróprio. – V. 55.
  2. a) Um cristão não pode tomar parte com os ímpios. – Sal. 1:1, 2.
  3. b) Não deve ir às suas diversões.
  4. c) Um pequeno pecado leva-nos a cometer outros maiores. Exemplo de Pedro.
  5. d) Devemos confessar a Jesus onde quer que estivermos.

 

II – A causa do seu arrependimento. – Vs. 61, 62.

  1. O olhar de Jesus.
  2. a) Este foi como um relâmpago no meio das trevas.
  3. b) Fora uma esperança, graça e consolação.
  4. Pedro sentira a conseqüência de seu pecado. – Núm. 32:23.
  5. Chorou, prova de seu arrependimento sincero.
  6. a) Como morreu Pedro.
  7. Se conhecermos a nossa falta, choraremos, arrependidos porque “bem-aventurados os que choram”.
  8. Sejamos leais a Jesus sempre e em todas as coisas olhando a Ele e resistamos ao diabo e ele fugirá de nós.

BREVE ESTUDO SOBRE O CARÁTER DO APÓSTOLO PEDRO

Pedro parece mais humano a nós do que qualquer outro caráter bíblico. Um dia ele estava no topo da montanha, para no outro estar no vale. Um dia era fiel, para no outro estar caindo.

Pedro foi justamente o que todos nós somos. Andamos pela mesma estrada pela qual ele andou, mas se formos fiéis, Deus nos conduzirá salvos ao lar, assim como foi com Pedro.

 

I – A conversão de Pedro. – Jo. 1:41,42.

  1. André foi o agente humano – procurou-o.
  2. a) “Achamos” a pérola, o tesouro precioso.
  3. b) “Levou-o a Jesus” – verdadeiro amor pelos seus.
  4. O que disse Jesus – Simão (obediente), Jonas (pomba).
  5. a) Deve ser a característica dos seguidores de Jesus.
  6. b) Cephas (pedra), seu temperamento ríspido e fidelidade a Jesus.
  7. c) É uma honra ter um novo nome. – Apoc. 2:17; Isa. 62:2.
  8. Devemos, como André, trabalhar para trazer almas aos pés de Jesus.
  9. a) André não sabia que Pedro algum dia seria um grande pregador.
  10. b) Quando trazemos uma alma para Jesus, não sabemos os planos de Deus para ela.

 

II – A chamada de Pedro para o serviço. – Mat. 4:18-22.

  1. Sendo chamado, logo atendeu – prontidão.
  2. a) Muitos hesitam, como fez Moisés.
  3. b) Alguns apresentam desculpas. – Luc. 14:15-20.
  4. Cristianismo implica deixar alguma coisa.
  5. a) Exemplo de Bartimeu, o cego. – Mar. 10:46-52.

 

III – O contato diário de Pedro com Jesus.

  1. Por três anos e meio, teve o glorioso privilégio de andar ao lado de Jesus.
  2. Conheceu de perto a majestade de Jesus. – II Ped. 1:15.
  3. a) Andando sobre as ondas.
  4. b) No monte da transfiguração.
  5. c) Confessando-O: “Tu és o Cristo!”
  6. d) Vendo, em parte, Sua luta no Getsêmani.
  7. O cristão que entra em contato diário com Jesus por intermédio de Sua Palavra, e oração, pode testificar do poder de Jesus na sua vida.

CARACTERÍSTICA DE UM CAPELÃO

1- Ter o chamado para ministrar. (EF. 4.11)

2- Ter vida santificada. (Êx 39.30)

3- Ter vida Consagrada. ( Mt. 17.14-21)

4- Ter Compaixão pelas almas (Jo 3:16 e Mt 22: 37-39)

5. Ter amor pelos aflitos. (Tg 1:27)
6. Ter um bom conhecimento bíblico. (II Tm 2:15)
7. Ter fé, crer que o Senhor é capaz de operar. (Mt 10:8; Mc 16:17-18)
8. Simpatia e cortesia ao se relacionar com doentes e detentos. (At 2:47)
9. Saber ouvir com atenção. O enfermo precisa ser ouvido. (Tg 1:19)
10. Ter espírito de misericórdia. (Lc 10:30-37)
11. Ter talento, humildade, submissão às autoridades. (Mt. 25:14-30; Rm 13)

12. Respeitar os regulamentos (Mt 7: 12)

13. Cuidar bem da sua aparência pessoal. (II Tm 4:5)

O CAPELÃO COMO LUZ DO MUNDO E SAL DA TERRA
O capelão, assim como todo cristão é a luz do mundo e o sal da terra, quando entra em uma capela ecumênica ou em qualquer lugar leva para ali a luz do evangelho do Senhor Jesus Cristo aos necessitados em trevas, seja em hospitais, presídios ou outros lugares.
Vós sois o sal da terra; mas se o sal se tornar insípido, com que se há de restaurar-lhe o sabor? Para nada mais presta, senão para ser lançado fora, e ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre um monte. (Mt 5:13-14)